sexta-feira, 10 de agosto de 2012

DEPRESSÃO É UMA DOENÇA ESPIRITUAL - POR DAVID CHINAGLIA



Estimados companheiros de ideal espírita, temos abordado este assunto da depressão de uma forma geral, hoje falarei dela no formato e na visão espiritual.
Mal do século, doença que nos leva a muitos suicídios, tanto tirando a vida encarnada, como o suicídio indireto, desistindo da vida, sim porque os espíritos confirmam viver, no erro, é uma forma de se suicidar mesmo ficando vivo.

Pois vegetar, desistir de tudo, beber, ser refém da sexolatria,  drogas, é uma forma de compensação ao estado de tristeza, que também será considerado suicídio.
Ao longo destes quase 90 dias que escrevo neste BLOG, o tema suicídio e depressão, síndrome do pânico, agressões, e perdão, estiveram entre os dez mais lidos pelos nossos internautas.
Poderia oferecer uma visão apenas de ou outro companheiro, meus depoimentos, já que estive muito perto da depressão num dado momento de minha vida.

Agora pela manhã conversando com o plano espiritual sobre o tema, se era o mais adequado, já que durante o sono falávamos da problemática do passe na Casa Espírita.
A pouco,  decidimos manter este tema, e por isto a ele retorno.
Tenho buscado ajudar meus companheiros de jornada, minhas amigas que me escrevem no GMAIL, outros tantos que falam comigo pelo FACEBOOK, e no papo que mantenho nas casas espíritas de Piracicaba, que freqüento.

 
A depressão tem levado muitos jovens, crianças, e adultos, a decisões radicais, e de morte seja ela em vida, ou a do bem maior dado por DEUS, a vida encarnada como um todo.



 

Amados, o que nos leva a um estado de tristeza profunda?
Uma derrota, que não aceitemos tipo uma relação feliz, que chega a um final de repente, mal baseada nas estruturas da lealdade, de alta conjunção carnal, que nos leva a um tipo de fascínio, e dependência, e muitas outras situações.
O ciume doentio que dá um sentido de posse, também pode ser um tipo de obsessão em vida, que nos leva a depressão ao lado do ser amado.

Às vezes desuniões familiares, discussões, falta de um bom ambiente no lar, nos deixa triste, somados a problemas outros pela forma de ser visto pela sociedade, entramos em um estado de tristeza profundo que nos leva a DEPRESSÃO.
Logo podemos dizer que tudo está dentro da nossa mente, de nossos pensamentos, e desejos, portanto depende de nós aceitarmos a resultante de nossas ações, ou não, e tentar lutar contra.






 

Allan Kardec, em o Livro dos Espíritos, conversando e indagando sobre tudo tratou do assunto com todas as suas vertentes.
O codificador,  perguntou na questão 456, Os Espíritos vêem tudo que fazemos?

E os amados do bem que vieram ter com o Francês, para ajudá-lo a nos revelar a boa nova do plano espiritual responderam:

“Podem vê-lo, pois estais incessantemente rodeados por eles. Mas, cada um só vê aquelas coisas que dirige sua atenção, porque eles não se ocupam das que não lhes interessam."

Esta pergunta do mestre Kardec, e a resposta por si só já explica porque a depressão  é uma doença em 98% dos casos espiritual.
Ora, se num momento de raiva, mágoa, tristeza profunda, entramos em queda livre mental, e psíquica, justo dizer que saímos da nossa vibração normal, justo dizer que abrimos portas aos infelizes espíritos perdidos pelo plano da terra, ou mesmo os afins vindo da zona do Umbral.

O que começou por uma falha moral, e de aceitação nossa, aos erros de outros, e nossos, começa a piorar, quando não aplicamos a lei maior de Deus, que é a Lei do amor.
Com isto, não damos o perdão, NEM Á NÓS, NEM AOS ENVOLVIDOS, e deixamos cair nossa visão lógica, e nossa mente, e entramos no plano do mal, e começamos atos absurdos.



 

Já viram como o depressivo pergunta por quê? Porque isto, porque aquilo, eu não mereço, porque isto aconteceu comigo, eu fui tão bom com ela, com ele, etc.
Frequenta até sessões espíritas para saber suas respostas, Lê até os quadrinhos que falam da vida de Kardec (capa acima), enfim tudo, para perguntas de porquês, e continua...

Por quê?

A resposta pode ser analisada ainda pelos senhores no Livro dos Espíritos quando na questão 457, Kardec indaga os imortais ainda sobre a temática da influência dos espíritos em nosso dia a dia, e a eles pergunta:
Os espíritos sejam eles do bem e ou do mal, podem conhecer os nossos pensamentos mais secretos?
E a resposta vem implacável: 

"Conhecem muitas vezes aquilo  que desajaríeis ocultar de vós mesmos; nem atos, nem pensamentos podem ser dissimulados para eles”

A primeira vez que li esta resposta fiquei a pensar, mas e o livre arbítrio?
Logo um companheiro me disse, livre arbítrio sobre seus pensamentos e ações são vossos, os deles são deles.
Lembre, o  acesso a ti, é porque todos vêm de um mesmo plano, são uma mesma raça com a mesma capacidade de conhecimento, e de ação.
Nós podemos senti-los, eles a nós, e logo se forem do mal ou pertubados tanto quanto, está feita a equação do mal.
Quando estamos livres do corpo material, temos, no entanto um controle maior, e onde a matéria densa nos impede de ver, a clareza seja do bem ou do mal, nos permite enxergar, e conhecer os pontos fracos, logo, tanto nossos amigos, como inimigos, podem nos vizualizar, somos um alvo fácil quando encarnado.
Amados a influência oculta dos espíritos sobre nossos pensamentos e ações, podem ser vistas em nossa vida.
Repito que é para tudo, desejos obscuros, bebidas, drogas, vida promiscua, tudo que nos atormenta, e lembrem, eles(Os espíritos) sabem o que pensamos e desejamos, onde nos atacar.

 
Muitas vezes depois de uma discussão surge um arrependimento da parte que foi agredida, e depois retaliação , e esta nem se lembra do que disse, porque? Já pensaram nisto?
Claro que muitas vezes a cegueira da raiva nos impede de ver, mas muitas vezes, são os espíritos que permitimos de nós aproximar.
Existem finalmente como afastá-los, sim, e não.

Como não, dirão alguns, eu respondo que não é mandando embora, fazendo correntes, longas preces mandando em nome de Deus, ou de Jesus, que eles irão embora.
Tão pouco jogando água benta, isto depois de muito desgaste em alguns casos é motivo de riso dos espíritos pertubados pelas mesmas questões, e que ao morreram ficaram neste plano.
É preciso que mudemos nossa freqüência, logo por mais duro que seja que de fato mudemos, amadas  pessoas, nossas atitudes, E NOSSOS PENSAMENTOS.

Porém nós mesmos lutamos contra nós, porque não aceitamos a opinião de uma mãe, ou de um pai, ou de uma esposa, grande amiga, ou irmã, ou do dirigente espírita, e no estado de fascínio nem a nossa.
Uma vez quando estamos errados, que escolhemos a posição errada, sim porque sempre o fazemos.
Queridos  somos humanos e somente quando de fato melhoramos, e  aceitamos que erramos, podemos sarar  tentemos resolver a questão de uma outra maneira.
 
Recentemente  lendo a obra de Suely Schubert,  TRANSTORNOS MENTAIS, podemos ter uma visão boa sobre a DEPRESSÃO, uma doença espiritual.

Amados, devemos rever nossa atitude urgente, isto é um pedido do plano espiritual, porque o momento é de extrema delicadeza.
Os espíritos, do bem informam que existe na Terra a meses, e continuam chegando uma grande presença de espíritos do mal, rebeldes, leiam neste blog, a carta de Bezerra de Menezes, escrita pelas mãos de Divaldo Pereira Franco,  que trata do aviso das mudanças nas regras do plano espiritual, para a nossa vida, conheçam o informe vindo da outra dimensão.

Voltando a este belo livro, na página 80,  Suely Schubert retrata a DEPRESSÃO, da seguinte maneira; leiam com atenção, sobretudo os senhores que não admitem estar com a doença:

A depressão é um transtorno do humor “caracterizada por uma alteração psíquica global com conseqüentes alterações na maneira de valorizar a realidade.”
Pode haver angústia acompanhada ou não de ansiedade e tristeza, os sintomas freqüentes são:
Ø  Humor para baixo, tristeza, angústia, sensação de vazio, irritabilidade, desespero:
Ø  Pouca ou nenhuma capacidade de sentir prazer e alegria na vida;
Ø  Cansaço mais fácil, desânimo, falta de energia física e metal;
Ø  Falta de concentração, lentidão de raciocínio, memória ruim;
Ø  Falta de vontade, falta de iniciativa e interesse, apatia;
Ø  Pensamentos negativos, pessimismo, idéia de doença, de morte(suicídio);
Ø  Sentimento de culpa, de fracasso, inutilidade, falta de sentido na vida;
Ø  Interpretação distorcida e negativa do presente e de fatos ocorrido no passado;
Ø  Redução da libido
Ø  Perda ou aumento de apetite/ ou peso;
Ø  Insônia ou dormir demais, sem se sentir repousado;
Ø  Dores ou sintomas físicos difusos: dor de cabeça, nas costas, no pescoço e nos ombros, sintomas gastrointestinais, alterações menstruais, queda de cabelo;
Ø  Em depressões graves, alucinações e delírios      

Eu acrescentaria por experiência própria e de amigos,  não aceitação dos fatos, e em casos que a pessoa tem afinidade, aumento contumaz da libido, difusão sexual,  e modificação no comportamento do sexo de maneira promiscua e desregrada, esta também é a opinião do Dr.Tyrso, um amigo que tenho em Santos, médico, e espírita.

Retornando a obra de Suely Schubert ela completa na página 81 da obra TRANSTORNOS MENTAIS,   a visão espírita sobre a DEPRESSÃO, e lá diz:

As pessoas deprimidas apresentam um quadro de sofrimento intenso, caracterizado, via de regra pela insatisfação e como decorrência dessa, o tédio, rebeldia, revolta contra DEUS(o que denota falta de fé), egoísmo.
As famílias nas quais existem pessoas deprimidas passam a viver em função destas, o significa uma constante preocupação e muitos gastos, na tentativa de se obter a cura.
Ao longo do tempo, em nossos atendimentos, constatamos que a maioria dos depressivos são indivíduos que carregam um sentimento de culpa muito presente -, o que os leva a uma constante autopunição inconsciente -, são muito exigentes, consigo mesmos e com os outros, e não se consideram merecedores da felicidade e, ate mesmo, do sucesso.
A causa profunda desses sofrimentos íntimos não está realmente na situação atual, nas conjunturas do meio ambiente, no estado de saúde ou doença, embora tudo isso possa ter um peso considerável, mas, sim, no Espírito, que carrega suas imperfeições e conflitos que hoje ressumam através de estados de tristeza; angústia, ansiedade ou revolta, como a deixar patenteado, na maioria das vezes, que por ser culpado precisa de ajuda, de amparo, de chamar atenção para sua dor, a qual considera a maior e a mais intensa da face da Terra.
 Nesta obra fantástica de Suely Schubert os senhores lerão sobre depressões de todas as espécies e um resumo muito bem definido sobre as questões amorosas e familiares, o que aqui trouxe já permite a todos saberem se tem a depressão, aceita-la, ou mesmo aqueles que desejam, e buscam  a solução.
 

 

Recomendo junto com o tratamento espiritual, que consiste em procurar uma casa séria, no topo de nossa página veja o endereço dos centros espíritas disponíveis, na cidade de Piracicaba, na página da USE na Internet procure o da sua cidade no Estado de São Paulo ou da FEB (Federação Espírita Brasileira), nos estados atendidos pela Federação.

O que é um tratamento sério no meu entender?

Primeiro um dirigente sério, consulte, pergunte, veja o que ele prega na casa, se está dentro da base doutrinária de Kardec, escolhido o dirigente, busque com ele um atendimento fraterno, e sendo ele sério, conhecedor do que fala, aceite o tratamento.
Basicamente vai consistir de sua presença em palestras da casa, leitura do Evangelho segundo o Espiritismo, nos casos com maior gravidade passes espirituais específicos,  leituras espíritas, a afastamento da causa central do problema, que o deixou assim, de forma correta, sem violência, e sobretudo com aceitação para vossos erros.

Resolvida a questão espiritual, jamais se deve deixar de aceitar que o problema é físico também,  em face as agressões mentais e espirituais, o cérebro de fato foi atingido, o que requer tratamento médico da terra.

 

Procure um bom psicólogo, ou psicóloga, e ele vos enviará a um psiquiatra, pois somente o psiquiatra pode prescrever as medicações que devolverão ao cérebro a produção das "enzimas", que as falhas morais, espirituais e mentais deixaram de produzir.
É possível se chegar a um estado de cura, se não total em 95% dos casos, o que lhe permite se dominar, sobretudo, resolver as questões espirituais.
O físico depende da avaliação médica, eu considero a atividade física do caminhar uma das melhores que encontrei quando passei pelo problema, embora não fosse uma depressão qualificada, esteve perto.
Fui salvo por um ótimo dirigente espírta, Paschoal Nunes Filho, da Sociedade Espírita Casa do Caminho, Paschoal tem a disciplina, tem moral, tem conduta, e trabalha dentro do regimento de ALLAN KARDEC, do verdadeiro espiritismo.
Tudo começou com o Alvaro vargas outro grande amigo, que me indicou Paschoal com quem estou agora estudando, e venho junto aos senhores e as senhoras falar da doutrina.

Depressões posso garantir a todos, que é o problema é 98% espiritual, e 2%, está ligado de forma direta ao espiritismo, a vida antes desta vida, e aos atos praticados no pretérito, problemas com os pais, ou falta de aceitação da Doutrina, enfim, o cérebro falha somente depois da ALMA atingida.

Está patenteado isto, grandes psiquiatras hoje recomendam o tratamento espiritual em casas de Kardec, ou seja, que praticam o espiritismo de acordo a orientação de ALLAN KARDEC.

 

Amados o problema todo é aceitar, garanto no processo que enfrentei que a cura está na aceitação do nosso egoísmo, de nosso ORGULHO.
Certa vez perguntaram a Bezerra de Menezes, quando estaríamos evoluídos e ele respondeu, NO DIA QUE DEIXARMOS O EGÓISMO E O ORGULHO de lado, e no dia que eles não fizeram mais parte de nossa vida.

Em outra situação, Emmanuel, via Chico Xavier, disse, que a humanidade estaria bem reduzida neste planeta, e evoluída, quando o orgulho e o egoísmo, não fizessem mais parte de sua vida.
Em outra colocação, tanto Emmanuel, como Bezerra de Menezes, dizem que muito dificilmente haveria necessidade de estarmos no planeta terra quando nos livramos do orgulho e do egoísmo.

Amados, tudo depende de nós, de aceitarmos um estado de coisas, que só nos atingiu porque não tivemos coragem de enfrentar no inicio.
Sim, fomos covardes, omissos, e não tem outra palavra e acreditem nisto.

A vaidade ainda nos atinge, o ego, o orgulho e o egoísmo, o que atraímos perto de nós nestas horas?
E depois correr na casa espírita, e dizer eu estou mal, ou meu filho, e minha filha, ou minha casa, é apenas um detalhe do ritual, que estamos deixando ao permitir a DEPRESSÃO tomar conta de nós.
Temos hoje informações via internet, via os livros para mim, ainda imbatíveis.
Sinceramente amados,  nada melhor que um livro.
Podemos ficar horas e horas neles aprendendo, lendo, estudando, para dar mais a outros que não possuem esta vontade ou oportunidade.

Estamos vivendo num momento delicado da existência, como disse Bezerra, na carta que já citei nesta matéria, muitos companheiros estão chegando ao planeta, muitas encarnações, logo muitos estão sendo chamados ao plano espiritual.
Ontem comentei com uma amada amiga, que a média de idade caiu assustadoramente, vemos pessoas partindo aos 44,48,50, 54,56, anos e porque?





 
O espaço precisa ser aberto, se a pessoa não está aproveitando a chance melhor tirar este espírito e dar um outro tratamento a ele, e quem diz isto não sou eu, são os arquitetos do universo que trabalham sob a ordem de Deus.
Outros estão pensando que ao morrer vão se encontrar com o bom avô, o grande amor, e muitos não irão nunca mais ver seus entes queridos, isto é fato, e tem um por que.

Não cabe aqui discutir o que os senhores só entenderão, quando estudarem a doutrina espírita, quem somos nós, e o porquê estamos aqui.

O Livro dos Espíritos de Kardec, A Gênese de Kardec, a obra PERÍSPIRITO,  de Zalmino Zimmermann que estou estudando, esta obra citada aqui da Suely Schubert, Transtornos Mentais, e
a bela obra   Obsessão e Desobesessão de A á Z, de Manoel Philomeno de Miranda.

Não podemos deixar de citar,  O Evangelho Segundo Espiritismo de Kardec(ESTE FUNDAMENTAL PARA QUEM TEM DEPRESSÃO), ALÉM  obras de Camille Flammarion que encontramos em PDF na internet, de Léon Denis, nos mostram quem, de fato somos nós, e porque estamos aqui.

Sei que muitos não irão ler, até por falta de interesse, a escolha é sua, aprender, e entender, ou se tornar um viciado em “passes espíritas”, como vemos na Católica viciados em comunhão, nas Evangélicas, viciados em leituras de salvação e benzimento, enfim paliativos.
Meus irmãos, estamos aqui não numa colônia de férias, como diz meu querido João Ramalho, aqui é aprendizado, e aprendizado é sofrimento, é dedicação, é atenção.
Sobretudo aceitação dos nossos erros, auto perdão, e seguir em frente, quanto mais queremos  refazer situações, ficamos presos ao passado tanto da vida pretérita, como da vida atual, e logo pois a estada aqui neste planeta é rápida, perdemos a chance de evoluir.
Precisamos parar com o sentimento DE CULPA que vivemos carregando em situações como as descritas nesta matéria.
 
Depressão é, portanto uma doença espiritual causada sim por nossas mazelas, e devemos aceitar isto, e nos curar disto. A cura depende somente de cada um de nós.

Agora não procurem uma “aspirina espiritual”, não existe, quero lembrar que OBSESSOR ESPIRITUAL, só se afasta depois que a própria pessoa, quer de fato mudar.

Na verdade onde está a luz, não está as trevas, partindo do principio lógico que escuridão, é ausência de Luz, teremos logo o entendimento que quando mudamos os atos, o bem fica, e onde está o bem, não existe interesse de OBSESSOR nenhum em ficar, ele, O OBSESSOR, finalmnete parte para outra situação, ou as vezes, se agirmos certos ajudamos a salva-lo, o que contará muito para nós.


 
Primeiramente mude seus atos MORAIS, atos de CARÁTER, atitudes que praticou NA errada na vida, QUE O LEVOU A DEPRESSÃO.
Nunca desistam, tentem ao máximo, depois freqüente uma boa casa espírita, procure consolo nos livros que citei, e conhecimento, lembre ninguém tem moleza ou pílula azul.
Pare de olhar no telhado do vizinho, cuide do seu, que posso garantir tem muitas telhas quebradas.
Se lembrem que,  a Depressão é uma porta aberta para a sexolatria, alcoolismo, pedofolia, e tantos crimes contra o espírito que depende de você impedir, com seus pensamentos.
Fale de coisas boas, pense em coisas boas, e coisas boas, acontecerão em sua vida.
Trago aqui mais uma vez ALLAN KARDEC, mais uma vez o LIVRO DOS ESPÍRITOS, e lá na questão  463, o bom Francês, pergunta aos imortais:
Diz-se algumas vezes que o primeiro impulso é sempre bom; isto é exato?

E os amados companheiros de nossa verdadeira dimensão que aqui vieram para nos esclarecer respondem a ele:

“ Pode ser bom ou mau, segundo a natureza do Espírito encarnado. É sempre bom para aquele que ouve suas inspirações.”




 
Isto responde tudo, mas se ainda tem dúvida, fique com o que disse Paulo de Tarso, aquele que Jesus, fez de seu INIMIGO, um dos mais importantes seguidores:
Paulo, disse, "ouça tudo, veja tudo, estude tudo, mas faça somente o que seu coração sentir ser o correto."
Eu termino dizendo aceitar-se com depressão, aceitar os erros da vida, aceitar-se culpado, e buscar DEUS novamente, em sua vida, depende de você.

Mude seus pensamentos AGORA e comece a ter ATITUDE de acordo com o caminho e a lei nos ratificada por Jesus, o Cristo, pela única lei vigente para sempre, a LEI DO AMOR.
 
Luz e paz.... e bom final de semana, voltamos amanhã!






David Guilherme Campos Chinaglia, 54, é
divulgador da doutrina de ALLAN KARDEC,
espírita e médium, palestrante, editor  e colaborador deste BLOG.
@David Chinaglia (Twitter)
David Chinaglia (Facebook)
Espiritismo Pira (Twitter)
Espiritismo Piracicaba (Facebook)
Contato com o autor do texto: davidchinaglia@gmail.com